Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal da Bahia (PPGA UFBA) foi criado em 2007 - ainda que sua história remonte, de muitas formas, à do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFBA, que data de 1990, e, por óbvio, à da própria Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, cujo curso de Ciências Sociais, dos mais antigos do país, remete a 1949.
 
Atuando como curso de Pós-Graduação stricto sensu, o PPGA oferece cursos nos níveis de Mestrado acadêmico e Doutorado. Conta, atualmente, com 17 professores no seu corpo permanente e 6 professores colaboradores, pesquisadores doutorados pelas mais diferentes universidades, traduzindo uma variedade de trajetórias, formações e campos de atuação. Este corpo docente se distribui em sete linhas de pesquisa, quais sejam: [1] Etnologia e os Povos Originários das Américas; [2] Etnicidade, Raça e a Diáspora Aficana ; [3] Religião, Corpo, e Saúde; [4] Coletivos, Conflitos e Espaços Urbanos; [5] Patrimônio, Imagens e Memória; [6] Globalização, Poder e Ética; [7] Gênero, Sexualidades e Estudos Queer.
 
Os docentes e discentes do PPGA atuam ainda em diferentes Centros e Núcleos de Pesquisa, com destaque, dentre outros, para os seguintes:
  • CEAO (Centro de Estudos Afro-Orientais);
  • NEIM (Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo);
  • PINEB (Programa de Pesquisa sobre Povos Indígenas do Nordeste do Brasil);
  • ObservaBaía (Observatório de Riscos e Vulnerabilidades Socioambientais na Baía de Todos os Santos).
 
Os cursos funcionam em período integral, sendo a oferta de disciplinas variável entre turnos (manhã e tarde). Sua sede é o campus de São Lázaro da UFBA (Rua Prof. Aristides Novis, 197, Federação - Salvador, BA), onde fica localizada a FFCH. Neste mesmo campus, o PPGA conta o apoio das estruturas da FFCH, incluindo a Biblioteca Universitária Isaías Alves e laboratórios de informática destinados aos discentes.
 
O Programa realiza regularmente seleção anual para ingressantes. A quantidade de vagas é condicionada à disponibilidade para orientação e à capacidade do Programa de receber novos estudantes, sendo, portanto, variável. O PPGA conta com Bolsas de estudos cedidas através das cotas do Programa DS - CAPES e também através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), além de conceder apoio institucional para solicitações feitas a outros órgãos e/ou linhas de fomento à pesquisa. A distribuição de Bolsas é feita por Comissão própria, segundo critérios definidos pelo Regimento do curso.
 
A Secretaria do PPGA funciona no "Casarão" do Campus de São Lázaro (na sala ao lado da Direção da FFCH), regularmente de segunda a sexta, das 9h às 15h, com atendimento ao público de 9h a 12h e de 13h a 15h.